Salvar um dente é prioridade

Cada dente possui uma finalidade semelhante à de uma peça de quebra-cabeça. Quando falta um, o conjunto não funciona. Um dente a menos pode, por exemplo, atrapalhar a mastigação e até a fala. A mordida fica 70% menos eficiente. Os problemas vão desde a sobrecarga dos dentes vizinhos e inflamações até a perda de outro dente. É por isso que os dentistas costumam dizer: a extração deve ser a última alternativa que o paciente deve considerar. Salvar o dente é sempre a prioridade.