Erosão Dentária: quais cuidados tomar

A Erosão Dentária é caracterizada pela perda do esmalte por um ataque de ácido. O esmalte é um revestimento duro que tem a função de proteger a dentina que fica abaixo dos dentes. Se ele for desgastado, pode levar a dor e sensibilidade.

Alguns dos sintomas que facilitam a identificação são a sensibilidade à coisas geladas ou quentes e a mudança de coloração no dente, que pode ser escura ou amarelada por conta do desgaste da superfície dentária. A erosão pode acontecer por consumo de líquidos e comidas ácidas, mas doenças como bulimia também podem influenciar para o desgaste do esmalte.

Nem todos os casos necessitam de tratamento. Cuidados com a alimentação (evitar alimentos ácidos), esperar uma hora após escovar os dentes para comer algo ácido, usar canudos e mascar um chiclete sem açúcar após as refeições podem ajudar a evitar a erosão dentária. Além disso, a visita regular a um dentista é essencial.

Os artigos publicados em nosso blog têm o intuito de mostrar a importância da saúde bucal. O conteúdo não substitui a orientação dos dentistas ou demais profissionais de saúde.

Fonte: Dental Health

Você sabe o que é a Síndrome da Boca Ardente?

A Síndrome da Boca Ardente (SBA) é uma sensação de queimação que pode afetar a região da língua, lábios, céu da boca ou áreas ao redor da boca. Isso acontece quando há mudanças na forma com o qual os nervos da sua boca enviam mensagens ao seu cérebro, por exemplo, sobre gostos ou temperatura.

Apesar da sensação de ardência, ela não causará nenhum machucado ou dor ao toque. Por conta disso, muitos consideram uma dor neuropática, por se tratar de um dano nos nervos.

Mudanças hormonais, estresse, ansiedade, depressão, problemas no sistema imunológico e até reações alérgicas a pastas de dente são algumas das causas para a doença. Condições médicas como refluxo, diabetes e problemas na tireoide também podem ser aliados ao surgimento da Síndrome.

Alguns dos sintomas podem incluir, além da sensação de queimação, dormência ou formigamento na região afetada, gosto amargo ou metálico, boca seca ou dolorida.

Os tratamentos são muito extensos, visto que é uma doença que pode ser causada por má alimentação ou problemas psicológicos. Por isso, é muito importante consultar seu médico para saber qual a origem do problema.

Os artigos publicados em nosso blog têm o intuito de mostrar a importância da saúde bucal. O conteúdo não substitui a orientação dos dentistas ou demais profissionais de saúde.

Fonte: Dental Health

O que são lesões bucais?

Lesões bucais são manchas, feridas e inchaços que acometem a região da boca, língua e lábios, e o público atingido por cada uma depende da faixa etária, etnia, condição socioeconômica, status imunológico e hábitos nocivos. Os sintomas podem envolver vermelhidão, dor intensa, inchaço, sangramento, entre outros.

A mais conhecida é a afta, causada por mordidas involuntárias na mastigação, consumo de alimentos ácidos ou até mesmo pela gastrite. Em bebês e crianças, é mais comum o aparecimento de herpes (gengivoestomatite herpética primária) e o sapinho (candidose).

Em idosos de baixa renda, a estomatite protética e a hiperplasia fibrosa inflamatória podem aparecer com mais frequência devido à má aplicação de próteses dentárias.

O tratamento dessas doenças varia desde aplicações de pomadas, raspagens até comprimidos. Para a prevenção, a visita regular ao dentista, higienização correta da região e o uso de próteses novas e limpas, assim como a troca delas no tempo correto colaboram para o não aparecimento das lesões.

Os artigos publicados em nosso blog têm o intuito de mostrar a importância da saúde bucal. O conteúdo não substitui a orientação dos dentistas ou demais profissionais de saúde.

Fonte: Jornal USPf