Outubro Rosa: atenção ao câncer de mama

A saúde dental também pode ser afetada pelo tratamento. Como acontece há muitos anos, organizações de saúde, empresas e influenciadores ao redor do mundo participam da campanha Outubro Rosa. Criado no início da década de 1990, o movimento tem como objetivo compartilhar informações, promover a conscientização sobre a doença e proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2018, foram registrados mais de dois milhões de casos de câncer de mama em todo mundo com um total de 627 mil mortes. No Brasil, a incidência de mulheres com esse tipo de câncer corresponde a 29% de novos casos a cada ano. A doença, que é causada pela multiplicação desordenada de células da mama formando um tumor, envolve tratamentos que afetam a imunidade da paciente e geram diversos efeitos colaterais dependendo do estágio do câncer. Em muitos casos, a saúde bucal é comprometida e podem surgir sintomas de mucosite oral, xerostomia, infecções fúngicas, herpes simples ou herpes zoster e trombocitopenia. Um dentista deve acompanhar a paciente antes, durante e após as sessões de quimioterapia e radioterapia que afetam o sistema imunológico da mulher. O Instituto Nacional do Câncer, INCA, do Ministério da Saúde, traz em seu site todas as informações sobre a prevenção, detecção precoce, diagnóstico e tratamento: Instituto Nacional do Câncer