Novembro Azul: alerta sobre o câncer de próstata

Durante o mês de novembro, empresas, instituições e pessoas do mundo inteiro participam da campanha de conscientização e prevenção do câncer de próstata, o Novembro Azul, criado em 2003 na Austrália. O câncer de próstata é o segundo tipo mais frequente entre a população masculina e 75% dos casos são registrados em quem têm mais de 65 anos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018 foram contabilizados 68.220 novos casos da doença. A origem da doença é um tumor na região da próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. O tratamento pode envolver cirurgia e, dependendo do caso, é necessário passar por sessões de quimio e radioterapia. Entre os efeitos colaterais desse tipo de tratamento mais invasivo, há a ocorrência de doenças bucais, como mucosite oral, xerostomia, infecções fúngicas, herpes simples ou herpes zoster e trombocitopenia. Por isso é muito importante o acompanhamento com um dentista desde a detecção do câncer até a alta do paciente. O Instituto Nacional do Câncer, INCA, do Ministério da Saúde, traz no site todas as informações sobre a prevenção, detecção precoce, diagnóstico e tratamento. Confira.