Dedo na boca? Quais os prejuízos desta ação?

Chupar o dedo é um comportamento instintivo e natural dos bebês, a sensação de conforto acalma a criança, que passa a relacionar a sucção com um estado de segurança e aconchego. Praticado desde o período no útero materno, esse hábito pode gerar problemas fisiológicos, estéticos e emocionais.

Muitos especialistas defendem que o ideal é que o ato de chupar o dedo persista até o primeiro ano de vida, além dessa idade, a criança pode desenvolver atrasos e alterações de fala, atraso do desenvolvimento e amadurecimento da mastigação e deglutição e de posição dos lábios, causando respiração oral ou mista. Por isso, é importante os pais ficarem atentos e investigarem a raiz do problema, contando com a ajuda do pediatra e do dentista da criança. Independente do motivo, profissionais da saúde serão aliados.

Alguns métodos podem ser realizados de forma caseira, de acordo com a recomendação do médico, dentista ou fonoaudiólogo. O importante é sempre ter paciência.

A Brasildental, além de mais de 31 mil profissionais credenciados, contém o plano perfeito para o seu pequeno. O plano BB Dental Dente de Leite é ideal para crianças de 0 à 7 anos, enquanto o plano Dental Júnior é específico para crianças, adolescentes e pré-adolescentes de 8 à 16 anos.

Fontes: Memoria e Sorrisologia

Os artigos publicados em nosso blog têm o intuito de mostrar a importância da saúde bucal. O conteúdo não substitui a orientação dos dentistas ou demais profissionais de saúde.