Açúcar x saúde dental

É muito comum se escutar na rua, no dentista ou em casa que o consumo de açúcar pode ser prejudicial aos dentes. Quando falamos em saúde dentária, a ingestão de doces pode vir a causar problemas como cárie, doenças gengivais, entre outros.

Mas, além do consumo moderado e com consciência, devemos analisar também o tipo e a consistência do alimento, pois eles são determinantes para avaliar por quanto tempo os dentes ficarão expostos a um pH mais baixo da saliva, o que pode levar ao surgimento da cárie.

Quando ingerimos algo com açúcar, ele é fermentado pelas bactérias da placa bacteriana, que produzem uma substância ácida que, por sua vez, desgasta o esmalte dentário. Quando isso ocorre com muita frequência, possibilita o aparecimento da cárie.

Para evitar situações como essa, é muito importante colocar um limite na quantidade de doces a serem ingeridos, além de acompanhamento com um dentista e uma higiene bucal adequada, utilizando cremes dentais com pelo menos 1 000 ppm (partes por milhão) de flúor.

No caso das crianças, é recomendado que não ofereça alimentos com muito açúcar até os dois anos, além de começar a escovação dentária assim que já tiver dentes. Mesmo após os dois anos, é importante acompanhamento com o pediatra sobre ingestão de doces.

Recomendações feitas pela Dra. Sofia Takeda Uemura é cirurgiã-dentista e presidente da Comissão de Ética do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP)

Os artigos publicados em nosso blog têm o intuito de mostrar a importância da saúde bucal. O conteúdo não substitui a orientação dos dentistas ou demais profissionais de saúde.

Fonte: Abril Saúde